O Que Fazer

DISTRITO DE MÉ ZOCHI

TRINDADE

MONTE CAFÉ

BOM SUCESSO

BOMBAÍM

É o reino das brumas, dos mistérios, das alturas e da floresta cerrada. E é, também, o paraíso dos amantes das caminhadas, que percorrem trilhos tão deslumbrantes que só podem ter sido moldados por deuses. Ou pela mãe-natureza.

Confirmando a origem vulcânica do arquipélago que emergiu dos fundos marinhos, ambas as ilhas possuem um interior montanhoso, com a maior altitude a ser atingida no Pico de São Tomé, na ilha homónima, e que se ergue até aos 2.024 metros.

O interior é, por isso, distinto do padrão geral de São Tomé, sendo uma zona específica que integra o Parque Nacional Ôbo, e que, apesar de se estar em pleno domínio da vegetação densa e da humidade, tem características um pouco diferentes, lembrando mais algumas florestas da Europa central do que propriamente de paragens tropicais. E as temperaturas são igualmente diferentes, podendo até, imagine-se! sentir-se frio sobretudo quando a noite cai.

Por existirem poucas estradas, o interior de São Tomé acaba por ser uma área extensa, essencialmente se se pretende percorrer o Parque Nacional Ôbo. Deve-se seguir pela estrada que parte da cidade em direção a Trindade.

A meio caminho, recomenda-se vivamente que se faça uma paragem na roça Monte Café, a única que ainda produz tão apreciado produto.

Apesar de um pouco degradada, dá para imaginar como era bela na época colonial, principalmente a casa grande, de ar senhorial, com uma esbelta escadaria dupla e varandim.

E a visita pode tornar-se ainda mais interessante se se percorrer as diferentes áreas da roça e assistir às diversas fases de transformação do café. Aqueles que pretendem comprá-lo devem fazê-lo aqui, aconselhandos e os lotes de café arábico, que são apreciados mundialmente.

A paragem seguinte é feita na cascata de São Nicolau, a mais espectacular queda de água do rio Abade, que nasce no ponto mais alto da ilha e se vai despenhando montanha abaixo.

Não muito à frente termina a estrada, que é rematada por outra roça, desta feita com ar rejuvenescido a roça Bombaim, a mais importante desta zona da ilha. Além das diversas dependências, o que mais chama a atenção é um espaço circular amurado, que se percebe ser o lugar onde se realizavam touradas. Hoje, a roça emprega cerca de 30 trabalhadores, que se distribuem pelas plantações de cacau e pelo cafezal, ou que exercem funções na antiga casa senhorial que, depois de obras de restauro, foi adaptada ao turismo tem restaurante, bar e diversos quartos à disposição dos clientes. E é uma boa base para explorar o interior são-tomense: percorrer os vales, avistar o Pico de São Tomé, fazer caminhadas e subir a Lagoa Amélia, descobrindo a cratera original que permitiu a formação da ilha. E deixar-se embalar pelos sons que a floresta emite. 

TECNOLOGIA NO MONTE CAFÉ

Aproveitando as estruturas criadas na época colonial, os são-tomenses ocuparam as roças e fizeram delas lugar de habitação cada roça é, também, uma localidade. Monte Café não é exceção, mas de forma a rentabilizar as pessoas que lá vivem.

Anos atrás, a roça entrou na senda da modernização quando adaptou alguma tecnologia, passando a ser uma das roças com maior actividade na atualidade. Graças à maquinaria moderna, o trabalho de um dia equivale ao que se fazia num mês nos séculos anteriores, quando as mulheres selecionavam o café grão a grão. Para lembrar esse passado, conservou-se o relógio da fachada que esteve em funcionamento até 1998. Quando soava juntamente com o sino, anunciava o início e o fim da jorna diária. Que era quase de sol a sol. 

MÉ-ZÓCHI

A Mé-Zóchi apresenta-se como uma região em que seu desenvolvimento passa obrigatoriamente por pilares como a Agricultura e o Turismo. Se juntarmos estas duas mais-valias da região surge o Ecoturismo, com o objectivo de apresentar um dos produtos mais importantes da agricultura Mé-Zóchiana, de forma bastante sociável, informativa e degustativa. Esperamos que tenha a oportunidade de nos visitar para comprovar a dimensão quantitativa e qualitativa da nossa empresa, ver todo o processo de produção de licores e degustar-se com os nossos licores!